© 2016 por Jéssica Paula 

December 7, 2016

Please reload

A nova lógica do Batom Vermelho

July 13, 2016

O  que você faria se fosse uma mulher que sofre machismo dentro de uma empresa. Se você visse que todos os profissionais que foram treinados por você estivessem sendo promovidos pelo fato de serem homens.

 

  1. Aceitaria, afinal, precisa do trabalho e o mercado é assim mesmo?

  2. Ficaria triste e pensaria em procurar um outro emprego?

  3. Enxergaria uma oportunidade e construiria seu próprio negócio voltado para mulheres?

 

 

 

Essa é a história de Mary Ash, depois de uma carreira de 25 anos em vendas diretas, Ela estava cansada de ver homens jovens que ela havia treinado sendo promovidos antes dela. 

 

Em 1963, ela decidiu escrever um livro para ajudar as mulheres a enfrentarem um mundo de negócios completamente dominado pelos homens.

 

Um dia, sentada à mesa da sua cozinha, Mary fez duas listas: uma contendo tudo de bom que as companhias para as quais ela havia trabalhado haviam feito; outra incluindo tudo o que ela avaliava que poderiam ter feito melhor. Quando revisou essas listas, ela percebeu que tinha criado um plano de marketing para uma companhia dos sonhos – uma companhia que poderia dar às um potencial ilimitado de sucesso pessoal e profissional. E, principalmente, voltada à mulheres!

 

Então, com todas as suas economias, que totalizavam $ 5.000 dólares, e com a ajuda do seu filho Richard Rogers, na época com 20 anos de idade, Mary Kay deu início companhia dos sonhos em uma sexta-feira, 13 de setembro de 1963.

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload