© 2016 por Jéssica Paula 

December 7, 2016

Please reload

O prêmio Nobel nasceu de um erro

July 13, 2016

Quantas vezes você já se arrependeu de um erro? Quantas vezes já desejou voltar ao passado e mudar uma peça que transformaria tudo?

 

Se você já sentiu essa angústia ao menos uma vez na vida, ou conhece alguém que já sentiu. Leia essa história que retirei do livro “Oportunidades Disfarçadas” de Carlos Domingos:

 

Um dos primeiros magnatas do petróleo, o químico sueco Alfred se tornou famoso graças à invenção da dinamite. Certo dia, porém, um jornal francês noticiou por engano a morte de Alfred. Com o título “Morre o gênio do mal”, a matéria destacava o poder destruidor de sua criação, capaz de causar morte e sofrimento numa proporção nunca antes vista na história da humanidade.

 

Alfred ficou chocado: ele não tinha idéia de que era esta a imagem que o mundo fazia dele. A partir desse fato, mudou radicalmente sua forma de pensar e passou a apoiar os movimentos em favor da paz.

 

Um ano antes de morrer, deixou um testamento determinando que toda a sua riqueza fosse distribuída na forma de prêmios para quem defendesse a paz ou contribuísse para o avanço do conhecimento humano nas áreas de física, química, medicina e literatura.

 

Nascia assim o Prêmio Nobel. Hoje, mais de um século depois da morte de Alfred Nobel, a premiação continua forte e prestigiada como nunca. O valor distribuído para o vencedor em cada uma das 14 modalidades foi de cerca de US$ 1 milhão.

 

Bom, se até o Prêmio Nobel nasceu de um erro. Que tal prestar atenção nas atitudes e coisas erradas que acontecem com você. De repente existe uma forma única de transformar um erro em uma grande oportunidade de sucesso. 

 

 

 

 

Please reload